06 abril 2013

-50kg em um ano

Emagrecer é determinação, força de vontade, paciência e AÇÃO! Encontrei uma matéria muito interessante. A Patrícia perdeu 50kg em um ano sem cirurgia! Estava com 147kg, com o IMC 41 e ainda pretende perder mais 20kg. Inspiradora a história dela. Vale a pena ler!!! Só clicar aqui para ver a matéria completa.

Inclusive ela comenta algo que sempre falo para o meu namorado, sobre o obeso ser como um “drogado”. Falo que a comida é a droga do obeso. Por isso é uma batalha que deve ser vencida diariamente. Algo que ela fala e concordo muito é sobre as pessoas não verem a obesidade como uma doença e problema que precisa de atenção, compreensão, cuidado e ajuda. Sempre acham que é fácil emagrecer e se você não consegue é porque não quer. Tem muitas dificuldades nessa caminhada que vão além de consumir menos calorias do que você gasta no dia-dia. Existem casos que precisam ser acompanhados com profissionais como terapeutas, psicólogos, justamente porque a compulsão ultrapassa não só o limite de amor próprio, mas até a questão da pessoa ter a consciência que se faz mal e pode morrer (tem um episódio no programa “quilo por quilo” que um participante precisou iniciar um tratamento psicológico para melhorar da compulção). Esse ano decidi unir toda minha energia para essa minha mudança, mesmo sabendo que muitas pessoas podem não compreender e aceitar minhas escolhas, prioridades e dedicação. É como ela disse que é normal para os outros tirar licença para cuidar da coluna ou algum outro problema de saúde, mas para cuidar da alimentação e fazer exercícios as pessoas não compreendem. Ela finaliza a matéria com uma frase muito real!!! ;]

Aqui a parte que comentei acima:

“Assim como um drogado busca a droga, ou um alcoólatra busca a bebida, o obeso busca a comida. Sou igual a um drogado. Eu passei por perdas grandes nos últimos meses e muitas vezes busquei a comida como solução para aquela tristeza. A comida é uma droga, se usar muito posso ter uma ‘overdose’, que se reflete no meu corpo”, relata. Para ela, a sociedade encara o gordo como um “folgado e preguiçoso” e não consegue enxergar que obesidade é uma doença.

"As pessoas entendem quando alguém tira licença do trabalho para cuidar de uma dor nas costas, ou qualquer outro problema de saúde. Eu tinha IMC de obesidade mórbida, que poderia me levar à morte. Mas ninguém compreendeu quando eu parei de trabalhar para cuidar da alimentação e fazer exercícios. E nenhum médico pensou em me dar um atestado para que eu pudesse passar um tempo me tratando”, reflete.

Ao ser perguntada de onde tira tanta determinação para resistir firme às tentações, ela fala com tristeza. “Quando a dor de ser obesa é maior do que o prazer de comer, você emagrece.”

A história dela é um bom exemplo de como conseguir mudar de vida fazendo pequenas mudanças nas escolhas, nas quantidades e não precisa deixar de comer tudo que existe. A única coisa que ela não come é fritura. Até brigadeiro rola na alimentação dela. Reeducação alimentar, sem cortar drasticamente a possibilidade de comer certas coisas, ainda acho que é a forma mais saudável de emagrecer e manter um peso saudável. "Escolhas inteligentes", isso que faz a diferença. Não adianta dietas milagrosas, dietas que proíbem um monte de coisas, não adianta porque você vai acabar vivendo com aquela sensação de privação e isso é o que faz a pessoa ter aquele efeito sanfona. Saúde. É isso que deve ser buscado sempre!!!

Esse ano eu tenho buscado saúde no meu novo estilo de vida. Novos sabores e novos prazeres. Vale a pena SE dar uma chance, hein?! =) Já tenho notado muita diferença na minha disposição, humor, medidas e o melhor de tudo é a sensação boa de estar realizando aquilo que você sonha e determina fazer.

Bom final de semana gente!

12 comentários:

Andreia B. disse...

Menina que história incrível! Vamos nos preparar psicologicamente pra ter esses resultados! Você consegue!

É enfrentar um dia de cada vez, com serenidade e amor próprio!

;*

Cristina Valluy disse...

A historia é muito interessante, mas para pesar 147 quilos e ter um IMC de 41, ela deve medir 1,89m. Nao parece o caso na foto que ela publicou.

Emagrelícia disse...

Oiii!!

Eu conheço a história da Patricia. Ela tinha um blog... que eu sempre acompanhava e ela sempre comentava no meu também.

Esse marido que ela comenta na matéria, agora é ex e quando eles terminaram ela meio que entrou em depressã, parou com o blog e tals... nunca mais tive notícia dela.

Tomara que tenha conseguido finalizar o processo... ela é linda e uma pessoa super legal pra conversar. Tem uma força de vontade incrível...


beijos e bom fds!

Emagrelícia disse...

Fui procurar.. e ainda tenho ela salva nos meus favoritos.. rs

Ó: http://emagrecendodebemcomavida.blogspot.com.br/


beijos

Ca Duducha disse...

Nossa! Concordo com tudo que ela disse! Falei hoje com meu irmão que sou uma comedora anônima e evito a primeira mordida só por hoje... Me sinto exatamente assim; viciada. Cada dia é uma luta nova e um obstáculo a ser superado.

Boa semana!
Um abraço de ursa!

Talita Oliveira disse...

Eu sempre falo que como por falta de vergonha na cara mesmo. Mas realmente... por que será? Sinceramente, não sei ao certo. Andei pensando sobre isso esses dias quando decidi recomeçar. Pensei em uma coisa bem maluca: "faltam tantos quilos, vai demorar tanto, quando eu vou começar a ver"? e logo eu que já passei por uma etapa bem sucedida de emagrecimento, me questionei isso e impressionantemente deu vontade de comer. Coisa de gente viciada isso... ao invés de ser motivador, foi justamente o contrário. Mas não comi. Voltei ao meu plano infalível de, já que não amooo todas as comidas do mundo, só gastar minhas calorias possíveis com o que realmente vale a pena. Vou repetir a tarefa que me fez perder 10 kg, foi muito mais feliz do que a a tarefa de ganhar novamente os 10kg e de sobra ainda acumular mais 6kg. Estou sentindo falta disso... do orgulho que eu tinha de mim (e que sei que as pessoas tinham tb) por estar fazendo dar certo. Sou viciada nisso agora (sem vigorexia, pfv) hahahaha

ps.: que desabafo no post alheio! =/

Tay Fernandes disse...

que matéria maravilhosa Ju!
realmente, a obesidade é uma doença em alguns países como os Estados Unidos já é um problema de Saúde Pública!

e esse ano é seu gata!
cheio de conquistas :D

Marina Hudson disse...

Oi linda, te convidei lá no meu blog pra participar de um desafio musical, topas? =)

BEIJOS!

Patrícia Medeiros disse...

Adoro ler estórias de sucesso. De pessoas determinadas que conseguiram chegar aos seus objetivos e se mater nele. Sempre dá um gás a mais quando leio.

Esse é o nosso ano. Vamos cuidar de nossa saúde com todas as nossas forças e atingir tb os nossos objetivos.

#Firme
#Forte

Bjs

Patrícia Medeiros disse...

Esse é o nosso ano. E lendo essas estórias de sucesso e determinação eu tenho ainda mais certeza disso.

Bjs

Engenheira Dietética disse...

Puxa, inspiradora a história... adorei...

Fiz um instagram para o blog, segue lá: @engdietetica
Beijos

Engenheira Dietética disse...

Kd tu?